Andrew Bird as Dr. Stringz

abril, 18 2009

Já vi esse vídeo há algum tempo, mas hoje revi e  tive vontade de compartilhar.  Será que ele aparece se eu rebentar uma corda do meu violino?

Aqui vai uma versão do “Doctor Stringz” ao vivo, seguida por “Fake Palindromes”

Ainda The Water

abril, 14 2009

Aqui tem uma entrevista do Kevin Drew e da Feist, falando sobre a produção do filme. O Kevin Drew tocou num ponto muito interessante: na música “The Water”, a gente consegue ouvir o som das teclas do piano e das cordas do baixo sendo acionadas. Barulhinhos de cadeiras e outros pequenos movimentos também estão presentes. Ele quis repetir no filme esse “silêncio eloquente”, e o fez através da narrativa baseada no olhar e na paisagem. E adorei muito ver a Feist – céus, como ela é bonita – falando do Kevin, e do trabalho dele, muito apaixonadamente.

The Water

abril, 13 2009

O Pitchfork disponibilizou, no esquema one week only, o curta The Water, dirigido pelo Kevin Drew e estrelando a Feist (namorada dele). O filme surgiu da idéia de Kevin de dirigir um “conto de fadas” baseado na música “The Water”, da própria Feist.

Eu achei lindo.

breve num cinema perto de você

abril, 9 2009

from Bruno Campelo
to Ana Margarites
date Thu, Apr 9, 2009 at 12:09 PM
subject duck potter

Aham… tive um sonho
essa noite

que no primeiro filme do harry potter, ele era interpretado pelo… pato donald
3d
de borracha
filhote
falando fanho e andando gingado como um pato

ao invés de uma cicatriz, o Vold… [cai um relâmpago] , digo, o Você-sabe-quem, tinha deixado ele sem um braço
ao invés de jogar quadribol com o Rony, ele dançava sapateado irlandês
ao invés do Dumbledore, o professor legal era o Jerry Adriani

sério, eu não invento isso
Framboesa de Ouro pro meu subconsciente

Meus hábitos de leitora

abril, 9 2009

Meme divertido, aqui e aqui. :)

1. Aprendi a ler junto com a minha irmã do meio, dois anos mais velha que eu. A partir daí, li tudo que apareceu pela frente: os livros didáticos da mãe e do pai professores, os gibis do homem-aranha do irmão mais velho e as revistas Bizz da outra irmã.

2. Gosto de ler no banheiro. Livros e revistas.

3. Gosto de carregar um livro na bolsa, para ler em filas, salas de espera e qualquer momento “in between”.

4. Sempre leio enquanto tomo café da manhã (gosto de levantar muito cedo pra poder fazer isso). Às vezes leio enquanto janto.

5. Já parei de ler livros por causa de projetos gráficos ineficientes. Entrelinhas estreitos, margens pequenas e formatos desconfortáveis me irritam muito.

6. Meu hábito de leitura se consolidou na adolescência, com Agatha Christie, Conan Doyle e Stephen King. Na pré-adolescência, li toda a coleção vagalume. Marcos Rey era o meu preferido.

7. Tinha pena de riscar nos meus livros, até que meu orientador do tcc disse: “tu vais morrer e teus livros vão continuar”.

8. Gosto muito de emprestar livros, principalmente pelo prazer de conversar a respeito depois. Minhas irmãs sempre pegam meus livros emprestados, às pilhas.

9. Não me importo que meus livros fiquem gastos de tanto serem manuseados.

10. Estou relendo o “Great Expectations”, mas agora numa versão original (em inglês) da Penguin que comprei na feira do livro do ano passado. Estou irritada com o entrelinha pequeno. :(

11. Antes desse, eu li paralelamente “On Chesil Beach” e “O Sol é Para Todos”, livros que ganhei no ano passado os amigos Toni e Manu. :)

12. Minha capa preferida é a do “Extremely Loud and Incredibly Close”, do Safran Foer.

13. Tenho pena de terminar de ler os livros ótimos. “História do Amor”, da Nicole Krauss, eu li muito rápido e depois me arrependi – queria ter saboreado melhor.

14. Tenho medo de ver filmes que adaptam meus livros preferidos. Gosto muito do Blindness, do Everything is Illuminated e do Pequeno Príncipe em que o Gene Wilder interpreta a raposa. :~

15. Pessoas que gostam de livros ganham o meu coração. Eu e o Ricardo já gastamos muitas horas e muito dinheiro, juntos, nos sebos de Porto Alegre.

16. Acho muito triste uma casa onde não há estantes com livros, ou livros soltos pelas mesas, camas e sofás.

17. Eu li o Ulisses do James Joyce (tradução do Houaiss) quando a Julia era recém nascida, nos intervalos entre as amamentações.

18. Adoro quando marco um encontro com alguém e, se me atraso alguns minutos, a pessoa me espera lendo um livro.

19. Quando criança, não fazia educação física por causa da bronquite. Passava essas horas na biblioteca. Reli umas 50 vezes o poema “ou isto ou aquilo” da Cecília Meireles.

20. A Julia herdou alguns livros meus, como a coleção Clássicos Disney (que vinha com uma fita cassete com a história narrada) e uma edição linda do Menino Maluquinho, que meu irmão comprou no Círculo do Livro.

21. O livro que li mais vezes foi Memórias Póstumas de Brás Cubas. Uma das melhores coisas que o ensino médio fez por mim foi me obrigar a ler este livro.

22. Adoro passear em livrarias e Sebos, mesmo que eu não compre nada. Eu e a Julia sempre vamos na Vanguarda no sábado, depois do almoço.

23. Leio para escapar de situações desconfortáveis. Em viagens de ônibus e salas de espera, onde estranhos podem querer puxar assunto, eu estarei lendo um livro.

abril, 6 2009

me: vou abrir uma padaria

Antônio: meu sonho
é abrir um bar
numa praia…
cerveja e praia…
tudo q eu queria do resto da vida

me: hahahah
eu ainda prefiro a padaria, em montevideo de preferência
mas te entendo

Antônio: hahaah é q eu sou mais da praia
tomar banho de mar
e enfim
ahueauheuha
cerveja = pão líquido
o bar é a padaria líquida

me: hahaahah

Antônio: é a padaria do bauman

amo II

abril, 6 2009

 

 

You are the last drink I never should have drunk

You are the body hidden in the trunk

You are the habit I can’t seem to kick

You are my secrets on the front page every week

You are the car I never should have bought

You are the dream I never should have caught

You are the cut that makes me hide my face

You are the party that makes me feel my age

Like a car crash I can see but I just can’t avoid

Like a plane I’ve been told I never should board

Like a film that’s so bad but I’ve got to stay till the end

Let me tell you now: it’s lucky for you that we’re friends. 

Meu tumblr

abril, 2 2009

Já faz um tempinho que eu fiz pra mim um tumblr, que é um cantinho onde eu estou compartilhando coisas que acho pela web. Achei legal essa plataforma, que pode servir como um canto pra guardar links, textos e imagens interessantes (e tem um add-on bem prático pro Firefox, que facilita a atualização).  Espia lá, e faz um pra ti também. :)

Desconstruíndo signos cinematográficos com Julia D´Avila

março, 30 2009

Estou na cozinha com o Ricardo, fazendo sanduíches e assistindo Harry Potter e a Pedra Filosofal no Cartoon Network. Tentei convencer a Julia a assistir com a gente, mas ela preferiu ficar vendo Bob Esponja. Quando ela vem pegar seu sanduíche, tento novamente convencê-la:
– Olha, o Harry Potter está comprando seu material escolar.
Ela me dá uma chance e senta para assistir essa cena. Harry Potter está experimentando varinhas mágicas. Já testou duas, com resultados desastrosos. Quando o vendedor pega a terceira varinha, Julia diz:
– Essa aí é a varinha do Harry.
– Ué, por quê?
– Ué, Por que começou a tocar essa musiquinha misteriosa aí. Ficou muito óbvio.

amo

março, 27 2009